Publicado em: sábado, 16/08/2014

Brasileiro consome mais que o dobro do sal recomendado; OMS monitora o consumo

Brasileiro consome mais que o dobro do sal recomendado; OMS monitora o consumoApós um resultado alarmante baseado na quantidade de sal que as pessoas consomem, o governo e a indústria fizeram um acordo e os teores de sal nos alimentos foram reduzidos, embora tenha sido uma medida para que esse índice diminuísse, aconteceu o efeito reverso e foi comprovado que o consumidor brasileiro ainda consome mais que o dobro da substancia que é recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

O que atualmente preocupa o governo brasileiro é o alto índice de sódio presente no sal, por esse motivo, o órgão tem estado a frente de iniciativas de saúde pública para que o consumo seja monitorado e essa taxa reduzida logo na fabricação do produto, além de conscientizar para que haja uma mudança de hábitos. Um estudo concluiu que mais da metade dos brasileiros (48,6%) tem o consumo diário de sal considerado como “médio”, de acordo com dados reunidos pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) por meio da pesquisa Vigitel 2013 (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico).

Doenças

Especialistas e autoridades temem por essa consideração equivocada que os brasileiros estão tendo, já que em contraponto à isso, é comprovado que o consumo médio é de 12 gramas de sal por dia, uma quantidade elevada, quase o dobro das 5 gramas diárias que são recomendadas. Em razão de excesso, o governo prevê que um quarto da população sofra de hipertensão arterial, um dos problemas que são causados quando há um consumo excedente ao permitido na dieta. A grande quantidade de sal ingerida na alimentação pode desencadear um aumento no risco de doenças como hipertensão, doenças cardiovasculares e renais. Segundo índices do Ministério da Saúde, doenças crônicas não transmissíveis representam 63% das mortes do mundo e 72% no Brasil, além de um terço dos óbitos que acontecem em pessoas que possuem idade inferior a 60 anos.