Publicado em: segunda-feira, 23/07/2012

Brasileirão 2012 – Oswaldo de Oliveira não descarta poupar Seedorf

A estreia do holandês Clarence Seedorf com a camisa do Botafogo não aconteceu como os botafoguenses esperavam. Em seu primeiro jogo no futebol brasileiro, o astro holandês acabou vendo a sua equipe ser derrotada em casa pelo Grêmio, e o técnico Oswaldo Oliveira admite que precisa rever a situação da maior contratação do clube da Estrela Solitária.

Ao final da partida no Engenhão, que terminou com vitória gremista por 1 a 0, o técnico botafoguense admitiu que Seedorf ainda precisa de um pouco mais de tempo para se adaptar. Oliveira lembrou que o jogador holandês fez a sua primeira partida na temporada, e que ainda está conhecendo o ritmo do futebol brasileiro, até mesmo de seus colegas de elenco.

O técnico do Botafogo afirmou que irá conversar com Seedorf, e não descarta uma espécie de revezamento no meio de campo do clube nas próximas rodadas. No último domingo Oswaldo de Oliveira optou por colocar Seedorf ao lado de Renato, Lucas Zen e Vitor Júnior, deixando Andrezinho no banco de reservas. Apesar da indicação que deverá poupar o camisa 10 nas próximas rodadas, o treinador fez questão de ressaltar a qualidade do jogador holandês, afirmando que o principal reforço do clube alvinegro será muito útil ao longo do Brasileirão.

A estreia de Seedorf com a camisa do Botafogo fez com que mais de 34 mil pessoas fossem até o Engenhão. Ainda se adaptando ao futebol brasileiro e ao elenco botafoguense, o meia holandês teve uma atuação pouco tímida, mas demonstrou toda a qualidade em uma jogada onde se desvencilhou rapidamente da marcação e cruzou para Elkeson, livre na área, que cabeceou para fora. Seedorf foi substituído no segundo tempo, sendo bastante aplaudido pela torcida botafoguense.

A derrota para o Grêmio pôs fim a uma série invicta que o Botafogo vinha nas últimas quatro rodadas. O time de General Severiano ocupa a oitava colocação, com 17 pontos. O próximo compromisso será na quarta-feira (25), mais uma vez no Engenhão, em um clássico contra o Vasco da Gama, atual vice-líder do Brasileirão.