Publicado em: terça-feira, 13/09/2011

Brasileirão 2011 – Diretoria do Palmeiras não teme protestos violentos

A má fase dentro das quatro linhas vivida pelo Palmeiros gerou descontentamento nos seus torcedores, principalmente após a derrota por 3 x 0 dentro de casa para o Internacional.

Após a partida no domingo (11) os muros do Palestra Itália amanheceram pichados. As críticas eram para o time em geral, mas os principais alvos do protesto foram o atacante Luan, o técnico Luis Felipe Scolari e o presidente Arnaldo Tirone.

Mesmo sendo alvo de hostilidades, o mandatário do clube não teme nenhum tipo de manifestação violenta contra ele ou algum jogador da equipe. Também está descartada qualquer medida de segurança adicional para esta semana.

De acordo com Tirone, é natural que os torcedores fiquem aborrecidos com o resultado adverso. Ele disse também que mesmo após o jogo no domingo não foi registrado nenhum tipo de violência contra alguém do clube e isso já é bastante válido.