Publicado em: sexta-feira, 08/07/2011

Brasileirão 2011 – América-MG 1 x 1 Palmeiras

Cerca de 1 500 pessoas apareceram no frio de Sete Lagoas para testemunhar o último jogo da 8ª rodada do Brasileirão 2011. América-MG e Palmeiras entraram em campo com apenas um pensamento, o de vencer. Para os donos da casa, vencer era necessário para chegar ao fim de semana fora da zona de rebaixamento. Já os visitantes sonhavam em assumir a vice liderança isolada e ficar a apenas dois pontos do primeiro colocado Corinthians. Faltou futebol para que alguém deixasse a Arena do Jacaré com os três pontos.

O técnico Luiz Felipe Scolari escalou o Palmeiras com três zagueiros e três atacantes, deixando quatro jogadores para comandar o meio campo. A formação pouco habitual do alviverde limitou a movimentação da equipe em campo, deixando o meio com dois volantes e dois alas. Felipão teve de se virar, mais uma vez, com o desfalque do “Gladiador” Kleber, e escalou o ataque com Luan, Maikon Leite e Wellington Paulista.

Quando a bola efetivamente rolou, não houve piedade para os amantes do bom futebol. A falta de qualidade nas jogadas paulistas era igualada pelos mineiros, reféns das aproximações do atacante Fábio Júnior do meio campo. A partida só melhorou com a saída do próprio Fábio Junior para Kempes, ex-portuguesa e homônimo do artilheiro argentino do Mundial de 1978. O Palmeiras também subiu de qualidade com as entradas de Dinei e Patrik.

Aos 20 minutos da etapa final, Kempes fez jogada com Rodriguinho e deixou Alessandro em condições de abrir o placar. O Palmeiras levou dez minutos para empatar. Justamente na bola parada, maior arma palmeirense no ano, Marcos Assunção levantou, Chico ajeitou e Maurício Ramos conferiu. Os paulistas ainda tentaram a virada em vão, e agora fazem o clássico com o Santos em casa, enquanto o América-MG enfrenta o rival Atlético-MG na Arena do Jacaré.