Publicado em: quarta-feira, 21/11/2012

Brasil x Argentina – Seleção Brasileira disputa Superclássico das Américas jogando pelo empate

Brasil x ArgentinaA crise política que a presidente Cristina Kirchner vive irá ficar em segundo lugar nesta quarta-feira (21) às 22 horas (de Brasília). Com greve geral e panelaços que a população argentina vive, a Seleção Brasileira ir desembarcar na capital Buenos Aires para realizar mais um jogo histórico contra os hermanos. Será a primeira partida entre os pentacampeões contra a seleção que venceu duas vezes a Copa do mundo que será realizado em La Bombonera, campo do Boca Juniors, para enfim decidirem o Superclássico das Américas.

Este embate estava marcado para ocorrer na cidade de Resistência, no dia 3 de outubro, porém devido a queda de energia quando as equipes mal tinham chegado ao campo fez com que o jogo fosse adiado. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) havia ameaçado cancelar a disputa e só aceitou realizar a partida depois de um longa reunião com a Federação Argentina (AFA) e a Conmebol. O primeiro jogo foi 2 x 1 para o Brasil, com gols de Paulinho e Neymar para o Brasil, e Martinez descontou para a Argentina.

Mano Menezes, sem se preocupar com os problemas que o governo de Kirchner enfrenta, admite que a disparidade entre o primeiro e segundo jogo faz com que este Superclássico não vai ter mesma credibilidade do torneio disputado no ano passado. Esta competição é uma espécie de reedição modernizada da Copa Roca e começou a ser disputada em 2011. O brasil sagrou-se campeão no ano passado com um empate por 0 x 0 na Argentina e uma vitória por 2 x 0 em solo brasileiro.

Para que sejam evitadas quaisquer surpresas no jogo de volta em La Bombonera Mano escondeu praticamente todo o time titular, Mano confirmou apenas Diego Cavalieri como goleiro. Há a possível entrada de Fred no ataque da seleção, junto a Neymar. Esta presença de cinco jogadores do Fluminense entre os convocados se deve ao fato que Mano Menezes mudou a lista de convocados para La Bambonera frente os de Resistência. Mano não convocou atletas que estavam disputando a Copa Sul-americana com São Paulo e Grêmio (que já foi eliminado) e fez a aposta de chamar os campeões brasileiros de 2012 para que compusessem o time. A decisão foi recebida com surpresa pelos torcedores e até mesmo pelos próprios atletas.

O clássico de quarta-feira (21) vai ser oportunidade para que atletas que atuam no futebol do país possam ser convocados em outras oportunidades. Estes jogadores convocados para o duelo de hoje são totalmente diferentes dos que Mano Menezes planeja levar para a Copa das Confederações, no ano que vem, e a base do time só terá sequência caso os jogadores apresentem um ótimo desempenho nesta noite em La Bombonera.

Já o técnico argentino Alejandro Sabella, irá depositar as fichas para ganhar o jogo em atletas que atuam no futebol brasileiro, como o meia-atacante Martínez do Corinthians, Hernán Barcos, atacante do rebaixado Palmeiras, Guiñazu, voltante do Internacional e Montillo, meia do Cruzeiro. Fora eles, o destaque será Clemente Rodríguez, vice-campeão da Libertadores com o Boca Juniors.

As baixas que a esquadra argentina vai sofrer estão no meio-campo. Rodrigo Rodrigo Braña, volante do time do Estudiantes, teve um problema muscular e irá deixar a equipe junto com Maxi Rodríguez, do Newell’s Old Boys. Para o lugar foi convocado Leonardo Ponzio, do River Plate.

Ficha Tecnica – Argentina e Brasil

Local: La Bombonera – Buenos Aires (Argentina)

Data: 21 de novembro de 2012 (Quarta-feira).

Horário: 22 horas (de Brasília).

Árbitro: Enrique Osses (Chile).

Assistentes: Francisco Mondria e Carlos Astroza (ambos do Chile).

ARGENTINA: Ustari; Desábato, Sebá Domínguez e Lisandro López; Peruzzi, Guiñazu, Ponzio, Montillo e Clemente Rodríguez; Martínez e Barcos.
Técnico: Alejandro Sabella.

BRASIL: Diego Cavalieri; Lucas Marques (Marcos Rocha), Réver, Leonardo Silva (Durval) e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Arouca e Thiago Neves; Neymar e Fred.

Técnico: Mano Menezes