Publicado em: terça-feira, 01/12/2009

Brasil se nega a reconhecer presidente eleito em Honduras

O governo brasileiro reforçou o propósito de não reconhecer o presidente eleito em Honduras. Na segunda-feira, o presidente Luis Inácio Lula da Silva confirmou que não legitima o processo eleitoral ocorrido no último domingo no país da América Central.

Lula declarou que está fora de qualquer possibilidade o governo brasileiro reconhecer Porfírio ‘Pepe’ Lobo como o novo presidente de Honduras. No último domingo o país latino-americano realizou eleições, e a Organização dos Estados Americanos (OEA) aguarda números sobre o comparecimento às urnas. A tendência era que houvesse um grande número de abstenções.

Lobo, que deve assumir a presidência de Honduras em janeiro de 2010, afirmou que pretende dialogar com a oposição, ligada ao presidente deposto, Manuel Zelaya.

Abrigado desde setembro na embaixada brasileira em Tegucigalpa, capital hondurenha, Zelaya deve permanecer sob abrigo do governo brasileiro, que indicou que não pretende expulsar o político hondurenho da embaixada.