Publicado em: quinta-feira, 24/11/2011

Brasil estuda vacina contra câncer criada a partir de protozoário da doença de Chagas

A cientista brasileira, Carlina Junqueira, doutoranda da universidade Federal e Minas Gerais (UGMG), identificou que o protozoário causador da doença de Chagas, o Trypanosoma cruzi, pode ser uma das respostas para a criação de uma vacina eficaz contra o câncer. O estudo foi publicado na revista da Academia nacional de Ciências dos Estados Unidos.

Na perspectiva da brasileira, para a criação de uma vacina contra o câncer, os necessário se pensar que ao sinal da doença, o corpo cria celular de defesa. Por sua vez, as células cancerígenas começa a produzir uma proteína denominada “antígeno tumoral”, que as células saudáveis não respondem. Quando o sistema imunológico do paciente percebe que o corpo está com essa proteína, é criado um sistema direcionado ao seu tratamento.

“Um dos aspectos mais difíceis do combate ao câncer é induzir no sistema imunológico uma resposta eficiente e duradoura”, explicar Ricardo Gazzinelli, coordenador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Vacinas e orientador da tese de dourado de Caroline.

O protozoário da doença de Chagas foi escolhido devido às suas características de defesa. “O que a gente sabe é que o T. cruzi produz uma resposta imune muito forte. O tipo de resposta que ele induz é exatamente o mesmo que induz tumores”, diz Gazzinelli.