Publicado em: segunda-feira, 12/03/2012

Brasil e Estados Unidos estudam cooperação para ciência e tecnologia

Na manhã de hoje (12), faltando menos de um mês para a visita da presidente Dilma a Washington, nos Estados Unidos, autoridades brasileiras e norte-americanas se encontraram para realizar uma rodada da Comissão Mista Brasil – Estados Unidos de Cooperação Científica e Tecnológica do Comitê Conjunto sobre Cooperação em Ciência e Tecnologia. Amanhã deverá acontecer uma outra rodada deste encontro, que ocorreu pela última vez há três anos, nos Estados Unidos.

A pauta da rodada é a discussão do papel das mulheres na ciência e dentro do programa Ciência sem Fronteiras, que tem o objetivo de enviar mais de 100 mil estudantes do Brasil para o exterior, realizar estudos nas áreas de ciência, tecnologia, engenharia e matemática. O governo brasileiro coopera com o programa patrocinando 75 mil estudantes, sobrando 26 mil para a iniciativa privada.

Reuniões para cooperação

Marco Antonio Raupp, o ministro brasileiro da Ciência, Tecnologia e Inovação será o responsável por coordenar as reuniões em Brasília, juntamente com o assessor especial da Casa Branca para Ciência e Tecnologia, John P. Holdren, que é o responsável por liderar a delegação norte-americana.

De acordo com a Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, o objetivo desta rodada de discussões é analisar os avanços conquistados pelas nações e identificar futuras novas áreas de cooperação científica.

Durante os debates também estarão presentes representantes de agências governamentais e outras instituições de pesquisa dos Estados Unidos, que tem intenção de trocar experiências com o Brasil no campo científico.

Os governos brasileiros e norte-americanos firmaram um ato de cooperação científica e tecnológica há 18 anos, quando se realizava a Reunião do Comitê Conjunto sobre Cooperação em Ciência e Tecnologia Estados Unidos-Brasil, na capital brasileira.