Publicado em: terça-feira, 23/08/2011

Brasil e 16 países intensificam manifestações contra Usina de Belo Monte

Terminaram na segunda-feira (22) os protestos contra a Usina Hidrelétrica de Belo Monte no rio Xingu. As manifestações começaram no sábado (20) em mais de quinze cidades em todo o Brasil e no seu último dia ainda houveram novos protestos em frente às embaixadas e consulados brasileiros em 20 cidades de 16 países que também são contra a construção da hidrelétrica. No sábado cerca de 1500 pessoas fizeram parte das manifestações no Pará e outras duas mil se reuniram na Avenida Paulista em São Paulo. No entanto, não se sabe quantas pessoas fizeram parte dos protestos, pois os números das demais cidades participantes ainda não foram contabilizados.

Em todo o mundo pessoas se reuniram para protestar contra a construção da hidrelétrica, na segunda-feira alguns países como Alemanha, Austrália, Estados Unidos, Canadá, Portugal, México, França, Holanda, Inglaterra, Escócia, País de Gales, Taiwan, Turquia e muitos outros fizeram manifestações contraria ao Belo Monte.

Nos Estados Unidos as manifestações aconteceram em Washington, e foi organizada pela ONG Amazon Watch e várias pessoas ser reuniram em frente à embaixada do Brasil, eles ainda aproveitaram para entregar uma carta com críticas aos representantes da embaixada na capital dos Estados Unidos e também pediram o fim da violência.

A ONG tem prevista ainda uma manifestação durante a Assembléia Geral da ONU, que acontece no próximo mês de setembro em Nova York e que terá a participação da presidente brasileira Dilma Rousseff. Eles alegam que mesmo o Brasil sendo o maior defensor da Amazônia, deve pensar quais serão as conseqüências da Hidrelétrica.