Publicado em: quarta-feira, 25/01/2012

Brasil criou 1,94 milhões de vagas de emprego formais em 2011

O Ministério do Trabalho infirmou nesta terça-feira (24) os dados de Informações do Cadastro Geral de Empregos e Desempregados (Caged). De acordo com o ministério em 2011, o país conseguiu criar 1,94 milhões de vagas de emprego formais durante o ano. Em comparação a 2010, foi registrada queda de 23,%, quando haviam sido abertas 2,54 vagas com certeira assinada.

Mesmo com a redução, o número de vagas com carteira assinada em 2010 apresenta o segundo melhor desempenho desde o ano de 1992. Em 2007, foram criadas 1,89 milhões de vagas, em 2008 foram abertas 1,66 milhões e em 1009 1,29 milhões.

A justificativa para redação de cargos está na crise internacional que afetou a abertura de vagas formas no final de 2011. De acordo com a avaliação do Caged, os meses que apresentaram os piores resultados foram de outubro e novembro. Estes dois meses tiveram a pior desempenho desde a crie mundial de 2008.

Segundo o Caged, o setor que representou o maior numero de novas vagas foi o de serviços, com 925,53 mil postos de trabalho. Na sequencia ficou o do comercio, com 452 vagas, da construção civil com 222,89 mil vagas e da instrua de transformação, que criou 215,47 vagas.