Publicado em: sábado, 27/08/2011

Brasil condena ataque a ONU na Nigéria

Em uma nota que foi divulgada nesta sexta-feira (26), o Ministério das Relações Exteriores condenou o ataque suicida que matou, segundo as informações divulgadas pelo país, ao menos 18 pessoas e também devastou parte da sede da Organização das Nações Unidas (ONU) em Abuia, capital da Nigéria. O atentando que aconteceu às 11 horas da manhã no horário do país, e às 7 horas da manhã no Brasil, quando uma explosão provocada por uma bomba causou a tragédia. O grupo radical islâmico Boko Haram assumiu horas mais tarde a culpa pelo atentado.

De acordo com o Ministério das Relações Exteriores, o governo brasileiro expressa seu profundo pesar e também solidariedade aos funcionários da ONU que vivem na Nigéria e ainda aos seus familiares. E reitera que repudia toda e qualquer forma de violência, seja qual for o pretexto utilizado para justificar essas ações.

Nos últimos meses, a Nigéria se tornou um grande alvo de ataques à bomba de grupos radicais islâmicos. Ainda durante a sexta-feira, o presidente da Nigéria, Goodluck Jonathan, expressou toda sua repulsa ao ataque que considerou bárbaro, sem sentido e covarde.

O presidente do país africano ainda disse que o ataque é um dos mais tristes contra o objetivo das Nações Unidas que é promover a paz e a segurança mundial, além é claro da inviolabilidade da vida de qualquer ser humano e falou que concorda com todos os objetivos e ideias da ONU. O secretário-geral da ONU disse que o ataque foi contra aqueles que entregam sua vida para ajudar os demais.