Publicado em: sexta-feira, 05/08/2011

Bovespa fecha com queda de 5,72%, a maior desde 2008

A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) encerrou em baixa pelo terceiro dia seguido nesta quinta-feira (4). O Ibovespa (principal índice da Bolsa paulista) teve queda de 5,72%, a 52.811,36 pontos. Esta é a maior desvalorização percentual diária desde o dia 21 de novembro de 2008, quando despencou 6,45%. Já o valor de fechamento é o menos desde 17 de julho d 2009 quando encerrou aos 52.811,36 pontos.

O giro financeiro do pregão foi de R$ 9,7 bilhões, ficando acima da média de cerca de R$ 6,3 bilhões no ano. A bolsa chegou a registrar a queda de mais de 6% durante o dia, correspondendo a forte baixa dos mercados internacionais, que continua com a aversão a risco por causa do medo de uma paralização do crescimento global. Este ano, a bolsa já acumula a queda de 23,80%.

O dia operou com apenas duas ações do Ibovespa em alta, a da produtora de carnes JBS (JBSS3) e a de celulose Klabin (KLBN3). As principais empresas brasileiras também sofreram com a desvalorização, a ação preferencial da Vale (VALE5) caiu 5,39%, a R$ 41,26. O papel PN da Petrobras (PETR4) teve queda de 7,36%, a R$ 20,65.

Nas bolsas internacionais, nos Estados Unidos, o índice Dow Jones perdeu 4,31%, a 11.383,68 pontos, o Standard & Poor’s 500 caiu 4,78%, a 1.200,07 pontos e o Nasdaq cedeu 5,08%, a 2.556,39 pontos. As únicas a operarem acima do vermelho foram as Bolsas de Tóquio e Xangai.