Publicado em: quinta-feira, 25/04/2013

Bombas de maratona de Boston foram detonadas utilizando controle de carrinho de brinquedo

Bombas de maratona de Boston foram detonadas utilizando controle de carrinho de brinquedoAs bombas que explodiram durante a Maratona de Boston e deixaram três mortos e 264 pessoas feridas, tiveram detonadores com um dispositivo remoto que é utilizado para fazer o controle de carrinhos de brinquedo, apontaram investigadores norte-americanos para uma comissão na Câmara dos Deputados norte-americana, durante esta quarta-feira (24).

O deputado Dutch Ruppersberger, líder democrata no Comitê de Inteligência foi quem apontou que um controle remoto de carros de brinquedo foi utilizado, após funcionários do Departamento de Segurança Interna, FBI e Centro Nacional de Contraterrorismo informarem isto para o comitê. Dutch diz ainda que o suspeito número dois afirmou, que ele e o irmão tiveram informações de maneiras de construir a bomba na através da revista Inspire.

A Inspire é de responsabilidade do pregador americano-iemenita Anwar al-Awlaki, líder da filial da Al Qaeda no Iêmen e foi morto durante um ataque de drones, espécie de um avião, mas não tripulado, organizado pelos Estados Unidos. Ruppersberger afirma que o artigo da construção de uma bomba na Inspire tinha a manchete de uma maneira para construir uma bomba dentro da cozinha da sua mãe.

A polícia afirma que os dois irmãos, Tamerlan e Dzhokhar Tsarnaev, haviam plantado e detonado as bombas que eram feitas utilizando panelas de pressão próximo à linha de chegada da Maratona de Boston, no dia 15 de abril. O irmão mais velho Tamerlan Tsarnaev, que tinha 26 anos, foi morto durante um tiroteio com a polícia e Dzhokhar Tsarnaev, de 19 anos, foi ferido e encontra-se em um hospital de Boston e está fornecendo informações para as autoridades.

Dutch disse ainda que conforme informações, alguns dos explosivos que foram utilizados neste ataque foram adquiridos de uma loja de fogos de artifício no estado de New Hampshire. Ele diz que o irmão mais velho, foi até uma loja em New Hampshire e lá pediu pelos explosivos mais potentes que tinham para vender.