Publicado em: sábado, 05/05/2012

Bolsas de pós-graduação terão reajuste de 10%

Foi anunciado ontem, durante o 23° Congresso Nacional de Pós-Graduandos, em São Paulo, o reajuste nas bolsas de pós-graduação no país. A informação foi anunciada pelos presidentes do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Ambos disseram que as bolsas oferecidas serão acrescidas de 10% a partir de julho. Serão duas parcelas de reajustes, sendo que 10% já devem aparecer nas bolsas do mês de julho. No início de 2013, espera-se um novo aumento, no entanto o percentual ainda não foi definido.

Os estudantes se manifestaram pedindo aumento depois de quatro anos sem reajustes. Atualmente, o valor recebido por um estudante de mestrado é R$ 1,3 mil e de doutorado o valor aumenta para R$ 1,8 mil. Segundo o presidente do CNPq, o próximo aumento terá por objetivo corrigir a inflação do período, no entanto ele não disse de que período se trata. Ao ser procurado pelos jornalistas, o responsável pela assessoria de comunicação do CNPq não confirmou se se trata do período de congelamento do valor ou somente de 2012.

Aumento ficou abaixo do esperado pela ANPG

O presidente do CNPq disse que os ministros da Educação e da Ciência e Tecnologia assumiram o compromisso de que em 2013 o reajuste será complementado. O CNPq e a CAPES estão vinculados a esses dois ministérios. Segundo ele, esse novo valor já será incluído no Projeto de Lei Orçamentária de 2013. O aumento do valor está sendo reivindicado pela Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG). A ANPG espera um reajuste de 40% no valor dos benefícios, no entanto, segundo a presidente da entidade, Elisangela Lizardo, esse aumento já é uma boa notícia mesmo que não atenda todos os interesses dos estudantes. Lizardo disse que a ANPG vai continuar apresentando o reajuste de 40% porque ele é necessário para melhorar as condições de pesquisa.