Publicado em: terça-feira, 10/01/2012

Bola de Ouro da Fifa tem craque consagrado e momentos embaraçosos

Na tarde dessa segunda-feira aconteceu em Zurique, na Suíça, o evento de gala mais importante do mundo do futebol, a Festa de Gala da Fifa, onde acontece a premiação dos melhores atletas do mundo. O prêmio principal é a Bola de Ouro, que premia o melhor jogador da temporada. Os três finalistas eram Lionel Messi, do Barcelona; Cristiano Ronaldo, do Real Madrid e Xavi, também do time catalão.

Como já era de se esperar, Messi levou o prêmio e se tornou o maior atleta a levar a Bola de Ouro, já que é o terceiro ano consecutivo que o argentino ganha o prêmio. O brasileiro Neymar chegou a ficar entre os 23 finalistas da Fifa, mas permaneceu de fora dos três finalistas. No entanto, esteve representando o Brasil como autor do gol mais bonito da temporada, e não decepcionou. O craque do Santos trouxe para nosso país o Troféu Puskas, prêmio dado ao gol mais bonito.

A premiação para a melhor jogadora do mundo – ganho cinco vezes pela brasileira Marta – ficou para uma atleta de outra nacionalidade. A japonesa Homare Sawa, campeão do mundial de 2011, superou o favoritismo de Marta e levou para casa o prêmio inédito.

Já o prêmio de melhor técnico do mundo ficou para Pepe Guardiola, treinador do time do Barcelona. Guardiola desbancou José Mourinho, técnico do Real Madrid. Embora a premiação seja a mais importante do mundo futebolístico, Mourinho não compareceu ao evento, o que gerou muitos comentários ruins para o treinador do time espanhol. Uma possível desculpa para o não comparecimento de Mourinho é que o Real Madrid tem uma importante partida nesta terça-feira pela Copa do Rei