Publicado em: quinta-feira, 16/05/2013

Boca passa pelo Corinthians e Libertadores fica sem nenhum time de SP

Boca passa pelo Corinthians e Libertadores fica sem nenhum time de SPA vitória veio pela somatória de resultados. Vencido em Buenos Aires por 1 a 0, o Corinthians precisava de ao menos um gol para levar a partida para os pênaltis. Os corintianos só não contavam com a experiência de Riquelme, que praticamente decidiu o jogo no primeiro tempo com um belo gol, estilo Ronaldinho Gaúcho na Copa do Mundo contra a Inglaterra. Com o empate de 1 a 1 nesta noite de quarta-feira (15), o atual campeão do mundo se despede da Libertadores.

Um chutaço de fora da área do veterano de 34 anos. Riquelme, o maestro do Boca Juniors, domina pela direita e manda por cobertura, de fora da área. Seria injusto culpar o goleiro Cássio, que fez boa partida, e pelo pombo sem asas disparado pelo craque argentino.

O jogo não teve catimba, nem foi truncado, como o jogo entre Palmeiras e Tijuana na noite anterior. Um disputa justa, com boas jogadas de ambas as equipes. Pelo lado corintiano, Romarinho iniciou bem e até fez um gol – mal anulado pela arbitragem. Mas no resumo, não fez boa partida. Danilo e Paulinho carregaram o time para o ataque. Guerreiro ficou isolado durante todo o primeiro tempo. Pato – mais de R$ 40 milhões investidos na compra do dos direitos do jogador – ficou no banco, em decisão da competição mais importante do ano para o clube.

O Corinthians não entrou de “salto alto”, achando que em casa já estava ganho. Soube aproveitar algumas chances que teve, mas foi prejudicado pelo trio de arbitragem, que não observou pênaltis e anulou dois gols legítimos, que dariam à classificação ao timão. Mas faltou organização no ataque do time da casa.

O Boca foi eficaz na marcação, mérito do técnico Carlos Bianchi. Foram poucas entradas violentas. O primeiro tempo teve boas jogadas de Blandi e Riquelme. O gol argentino foi de quem sabe aparecer em momentos decisivos. Uma luz divina. Seria atípico, não fosse um craque quem tivesse chutado. Fora isso, o ataque adversário não ofereceu grande perigo nas finalizações.

No segundo tempo, Paulinho empata logo aos cinco minutos, dando mais 40 minutos de expectativa a maioria dos torcedores no Pacaembu. Aos 30 da etapa final, Alexandre Pato recebe na pequena área, intercepta no ar o cruzamento e tira do goleiro, mas se bate canela e não consegue finalizar. O time brasileiro teve rendimento insatisfatório, novamente.

Com o resultado, o Boca enfrentará o Newel´s Old Boys na próxima fase. A eliminação do Corinthians exclui a participação do estado de São Paulo do torneio continental.