Publicado em: terça-feira, 25/10/2011

Biografia de Steve Jobs mostra a rivalidade do cofundador da Apple com o Google

A biografia autorizada de Steve Jobs, cofundador da Apple, escrita por Walter Isaacson, foi lançada em 18 países na última segunda-feira (24) e mostra alguns detalhes sobre a vida do executivo considerado visionário do mundo da tecnologia. Quando questionado pelo autor da obra sobre o motivo que o levou a se expor ao mundo com uma biografia autorizada, Jobs respondeu que gostaria que seus filhos lessem a sua história e entendessem por que esteve ausente em alguns momentos.

Alguns pontos específicos são os que mostram mais claramente como Jobs pensava e lidava com as situações do dia a dia. Um dos casos, por exemplo, é a sua relação com os executivos do Google depois que o sistema operacional Android foi lançado, em 2010. Entre 2006 e 2009, o ex-CEO e atual presidente do conselho do Google, Eric Schmidt, fazia parte do conselho administrativo da Apple e foi considerado como um traidor por Jobs.

O cofundador da Apple acreditava que a empresa concorrente havia roubado as idéias do sistema operacional da Apple e copiado os principais recursos que dão o diferencial para o Android. Uma citação escolhida por Isaacson mostra como Jobs estava determinado a criar uma guerra contra a concorrente.

A partir desse momento, Schmidt deixou de fazer parte do conselho da Apple e foi quando as duas começaram a competir no mercado de smartphones. Jobs teria afirmado que estava disposto a começar uma guerra termonuclear para destruir o Android. O Google tem um acordo com a Samsung para equipar os dispositivos da montadora com o seu sistema operacional.