Publicado em: quarta-feira, 11/01/2012

Bezerra deve comparecer perante a comissão do Congresso para prestar explicações

O ministro da Integração, Fernando Bezerra Coelho, será ouvido nesta quinta-feira (12) pela comissão representativa do Congresso Nacional, ainda em recesso parlamentar, de acordo com informações da assessoria do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). Um acordo teria sido feito entre Bezerra e Sarney para que o ministro comparecesse voluntariamente. A reunião foi marcada para as 15h30. A assessoria do ministro informou que Bezerra deve comparecer ao encontro.

Antes da confirmação da realização da comissão, dois requerimentos haviam sido protocolados por conta da situação de Bezerra no Ministério. O primeiro foi feito pelo PPS, na semana passada, e outro do líder do PSDB, Álvaro Dias (PR), nesta terça (10). Com a participação espontânea de Bezerra na comissão, os requerimentos talvez nem venham a ser votados. Caso os requerimentos não sejam votados, será necessária somente a presença de um terço dos membros da comissão para que Bezerra seja escutado.

As acusações contra Bezerra que levaram ao acordo para que compareça no Congresso dizem respeito, primeiramente, ao suposto favorecimento do seu estado natal, Pernambuco, no que diz respeito à distribuição das verbas das chuvas. Além disso, Bezerra também é acusado de favorecer o deputado federal Fernando Coelho (PSB-PE), seu filho, na aprovação de emendas parlamentares na sua pasta.

Bezerra passa a fazer parte do grupo de ministros que foi alvo de acusações durante o governo da presidenta Dilma Rousseff, sendo que sete representantes de ministérios caíram em 2011. Depois de ter se encontrado com Rousseff, Bezerra declarou que tem a “confiança” da presidenta.