Publicado em: sexta-feira, 03/05/2013

Bento 16 retorna para o Vaticano para clausura e Papa Francisco o recepciona

Bento 16 retorna para o Vaticano para clausura e Papa Francisco o recepcionaO papa emérito Bento 16 retornou ao Vaticano durante esta quinta-feira (2) para a clausura, depois de ficar dois meses na residência de verão de Castel Gandolfo, que fica a 30 km de Roma. O Papa Francisco foi quem recebeu ele, antes da clausura no convento Mater Ecclesiae.

Bento 16 chegou para o local em um helicóptero, perto das 16h50 (11h50 no horário de Brasília), e o secretário de Estado, Tarcisio Bertone, o governador do Vaticano, Giuseppe Bertello e o decano do Colégio de Cardeais, Angelo Sodano recepcionaram-no antes do encontro com o sucessor papa Francisco, que ocorreu na porta do monastério que deve permanecer pelo resto da vida. Esta é a segunda vez que os dois pontífices se encontraram desde que Francisco tomou posse no dia 19 de março.

No dia 23 de março, Bento 16 recepcionou o papa Francisco no Castel Gandolfo e afirmou que vai prestar reverência e fará obediência incondicional para o novo papa. O papa emérito Bento 16 renunciou no dia 28 de fevereiro, na primeira vez que um papa entregou o cargo antes de sua morte desde o século 15.

Durante a terça-feira (30), o porta-voz Federico Lombardi do Vaticano, havia confirmado esta mudança, que ocorreu após terminarem às obras no convento em que o papa emérito ficará até o fim da vida. Ele irá morar no local junto do irmão Georg Ratzinger, que também é padre, e com a família pontifícia, maneira que são chamados os seus auxiliares.

Entre eles, está o secretário privado de Bento 16 e que é governador regional da Casa Pontifícia arcebispo Georg Gänswein, as quatro laicas da comunidade Memores Domini além de um diácono belga. Pouco antes de renunciar, o papa apontou que iria se retirar em orações e iria viver o resto dos seus dias escondido do mundo.