Publicado em: sábado, 08/03/2014

“Beethoven japonês” reaparece em público e pede desculpas por farsa

Beethoven japonês reaparece em público e pede desculpas por farsaConhecido como Beethoven japonês, o músico Mamoru Samuragochi finalmente reapareceu em público, após semanas afastado dos holofotes. Mamoru, que emocionou o mundo por continuar a compor mesmo após ficar surdo, recentemente revelou não ser o autor de grande parte das composições que gravou. Pouco tempo depois, o compositor também declarou ter recuperado parte da audição.

Reaparição

Depois de ficar quase um mês sem aparecer, Mamoru deu as caras novamente em um hotel em Tóquio, onde convocou uma coletiva de imprensa para falar sobre o caso. Inicialmente, o compositor fez questão de se desculpar com todos aqueles que compraram seus discam, foram aos seus shows ou simplesmente ouviram suas músicas em alguma ocasião.

Por diversas vezes durante a coletiva, o compositor voltou a pedir desculpas pelos danos que sua mentira acabou causando. Atualmente com 50 anos, Mamoru Samuragochi chegou a mostrar para os membros da imprensa um laudo técnico sobre sua audição. Ou seja, apesar de ter admitido não ser o compositor de uma série de obras que assinou, o japonês confirmou que tem problemas auditivos.

Polêmica

A farsa por trás do “Beethoven japonês” começou a ser descoberta devido a declarações de Takashi Niigaki, um professor de música que é o possível autor de muitas obras atribuídas a Mamoru. A parceria entre os dois durou quase duas décadas. De acordo com o próprio Mamoru, o professor Takashi Niigaki foi contratado em 1996 como ghost writer, quando Mamoru foi chamado para fazer a trilha sonora de um filme. Na época, segundo o compositor, sua surdez ficou ainda mais severa, o que impediu que ele continuasse a produzir a trilha sozinho.

Desde então, Takashi teria sido o responsável por muitas das obras notáveis de Mamoru, incluindo trilhas sonoras para outros filmes e jogos de videogame, notadamente o game Resident Evil. Quando a verdade veio à tona, Mamoru se responsabilizou pela utilização de um ghost writer. Então, Niigaki disse duvidar da surdez do compositor, o que complicou ainda mais toda a história.

Processos

Segundo Mamoru, desde que a parceria entre os dois teve início havia o medo de que Niigaki acabasse contando a verdade. A situação ficou ainda mais difícil após a exibição de um documentário sobre o compositor surdo, o que elevou sua popularidade.

Após a série de desculpas a seu público, Mamoru criticou o professor Niigaki, afirmando que pensa em processá-lo devido às suas mentiras. Foi então que Mamoru apresentou os exames médicos que confirmariam seus graves problemas auditivos.

Futuro

Esta foi a primeira aparição pública do compositor em quase um mês, e provavelmente será uma das últimas. Mamoru afirmou que pensa seriamente em se aposentar. Com a credibilidade abalada, o compositor dificilmente teria algum espaço na mídia. Após a descoberta de sua farsa, a Nippon Columbia, gravadora que lançou suas obras, rapidamente suspendeu a venda de álbuns do compositor em lojas do Japão e na internet.

Todos os shows agendados de Mamoru também foram cancelados. Em nota, a gravadora lamentou a atitude do compositor surdo, não descartando a possibilidade de processá-lo.