Publicado em: quarta-feira, 29/01/2014

Beats Music fecha inscrição para novos usuários

Beats Music fecha inscrição para novos usuáriosPouco tempo após a abertura de inscrições, o serviço de streaming de músicas Beats Music teve de fechar novos cadastros. De acordo com a Beats, empresa responsável pelo serviço, o fechamento dos cadastros aconteceu devido a um interesse muito alto por parte dos usuários, o que teria congestionado o sistema e causado lentidão no serviço.

Lançamento

O Beats Music foi lançado pela Beats com o objetivo de disputar um segmento cada vez maior, o de streaming de músicas online. O serviço foi criado por dois nomes consagrados da indústria: o rapper Dr. Dre e o empresário Jimmy Iovine. Assim que o aplicativo foi lançado, nesta terça-feira, rapidamente alcançou o topo da lista de aplicativos musicais mais baixados no iTunes.

Segundo Ian Rogers, diretor executivo da Beats, este congestionamento de usuários era esperado. O executivo afirmou que a empresa tem um plano para resolver o problema, mas, por enquanto, impedirá o acesso a novos usuários, até que o plano seja colocado em ação.

No momento, ainda é possível fazer o download do Beats Music normalmente. O cadastro também está disponível, mas não é possível acessar o serviço no momento. Ao realizar o cadastro, o usuário ficará em uma espécie de “lista de espera”, e será notificado por email pela Beats assim que o aplicativo voltar a funcionar normalmente. Aqueles que se cadastraram antes do congestionamento podem continuar acessando o Beats Music normalmente.

Diferencial

O Beats Music, de certa forma, chegou atrasado ao mercado de músicas por streaming, que já possui aplicativos consolidados como Deezer e Spotify. Para superar esta desvantagem, o Beats Music promete alguns diferenciais em relação aos concorrentes. O serviço terá o custo mensal de U$9,99 e, diferentes dos concorrentes, não oferecerá uma opção gratuita, custeada através de anúncios.

A grande novidade anunciada pelo Beats Music é a utilização em conjunto de tecnologia de algoritmos e curadores humanos. Desta forma, além das listas com artistas relacionados (que oferecem opções desconhecidas dos usuários, baseadas em seus gostos musicais), o aplicativo também poderá construir playlists personalizadas, que podem, por exemplo, levar em conta o humor do usuário no momento.

Pagamento

Apesar do congestionamento pelo grande número de acessos, o Beats Music deve apresentar uma queda considerável no número de usuários em breve. Isso porque, para promover o aplicativo, a Beats ofereceu uma semana completamente gratuita para os novos usuários. Após esta fase de testes, será preciso escolher entre um plano de assinatura ou o cancelamento do serviço.

A ausência de um plano gratuito pode colocar em xeque a viabilidade do aplicativo. Deezer, Spotify, Rdio e outros serviços similares oferecem um sistema grátis, inclusive para plataformas móveis. Ao optar por um serviço de assinatura, os usuários podem remover os anúncios que aparecem entre as músicas. No caso do Spotify, que tem 24 milhões de usuários, somente seis milhões utilizam planos pagos.

De acordo com a Recon Analytics, este tipo de serviço precisa de, no mínimo, cinco milhões de assinantes para que seja viável, devido aos altos custos com direitos autorais.