Publicado em: quinta-feira, 28/06/2012

BC prevê que economia mundial terá baixo crescimento por longo período

Segundo uma análise feita pelo Banco Central (BC), a economia global deve apresentar um baixo crescimento durante um período prolongado de tempo. Essa informação foi divulgada na manhã de hoje, dia oito de junho, no Relatório de Inflação. A avaliação do BC é de que atualmente, estão limitados os riscos da inflação e pela fragilidade da economia global, setor externo tem dado uma contribuição desinflacionaria. O Banco Central argumenta que um dos motivos é a piora na crise europeia, associada a desaceleração da indústria na China e, principalmente, as avaliação que questionam a recuperação dos Estados Unidos da América. No entanto, o banco ressaltou que deve haver uma recuperação gradual nos próximos trimestres, mesmo com essa recuperação de forma bastante gradual e lenta que tem sido observada.

Crise Econômica mundial gera resultados negativos no Brasil com a desconfiança dos empresários, diz relatório

Segundo dados do relatório, a crise econômica associada a diminuição da atividade econômica no Brasil e o baixo PIB de 2011, geram resultados negativos para a economia do país. O principal problema é a desconfiança dos empresários e, consequentemente, a diminuição do comércio exterior e da quantidade de investimentos no país. Imaginava-se, antes da piora da crise, que o Brasil sofreria poucos efeitos. No entanto, o efeito da crise foi prejudicial para a economia interna. No entanto, o mesmo relatório enfatiza que o governo dará auxilio para o setor econômico e isso ajudará na recuperação do país. A transferência dos recursos públicos, segundo os dados do relatório, será responsável pelo vigor no mercado de trabalho. Pois haverá melhora nos salários e também diminuição da quantidade de pessoas desempregadas. Outro fator positivo para melhorar a economia, segundo o relatório, é a diminuição da taxa Selic, que vem ocorrendo desde o mês de agosto do ano passado.