Publicado em: segunda-feira, 10/03/2014

BBB14: Confinamento de mães dá novo fôlego ao programa

BBB14: Confinamento de mães dá novo fôlego ao programaO público que estava acostumado a acompanhar um reality show onde os participantes ficam confinados por cerca de três meses sem ter qualquer contato ou informação do mundo exterior pode ter se surpreendido com uma novidade proposta no último final de semana no Big Brother Brasil 2014. Isso porque mães e algumas tias dos nove brothers que continuam no programa disputando pelo prêmio de R$ 1,5 milhão entraram no programa nesse final de semana, onde devem passar 10 dias confinadas. Elas não tem contato direto com os filhos e sobrinhos, estando separados por uma parede, por onde podem apenas conversar.

Mas o isolamento de informações externas foi por água abaixo com esta novidade. Isso porque mesmo isoladas pelo muro, as mães dos brothers estão tendo a chance de conversar com os filhos, dar conselhos aos candidatos e ajudá-los com orientações sobre como eles estão sendo vistos fora do jogo, quem tem a torcida maior e até que relacionamentos chegaram ao fim durante o confinamento. Apesar de muito criticado por esta mudança brusca em um dos principais princípios do confinamento, o diretor geral da atração, Boninho, conseguiu alavancar o programa com esta novidade.

A mudança chegou depois de já terem passado 55 dias de confinamento da 14ª edição do Big Brother Brasil. A ideia era resolver alguns problemas. O primeiro deles, o mais urgente também, era melhorar a audiência, já que o programa vem batendo recordes negativos neste quesito e a produção precisava mesmo agir de forma radical para conseguir mudar o cenário. O segundo problema envolve o fato de o elenco deste ano ser muito fraco e não ter rendido polêmicas como se esperava. Todos os confinados apresentam um perfil muito semelhante, passando ao público a impressão de que não são nada diferentes. Para um reality show, isso não é nada animador.

O apresentador Pedro Bial também apontou um problema desta edição, lembrando que os confinados deste ano são pessoas que cresceram assistindo ao programa, por isso já sabem agir de forma calculista e fria, tudo de forma a garantir o grande prêmio do programa. Em entrevista ao Jornal O Globo, Bial afirmou que eles são muito racionais em suas atitudes e se deixam levar muito pouco pela emoção. Por isso, o desafio da produção neste ano era conseguir levantar a audiência, mas ao mesmo tempo surpreender os brothers e desestabilizá-los.