Publicado em: quarta-feira, 16/04/2014

Barras de chocolate e outros doces podem evitar brigas entre casais, diz pesquisa

Barras de chocolate e outros doces podem evitar brigas entre casais, diz pesquisaUm estudo publicado nessa segunda-feira (14), pela revista Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS), revela que uma barra de chocolate ou até mesmo outro doce, pode aplacar mais do que a fome e também ser responsável por diminuir brigas entre maridos e mulheres. Isso acontece porque o nível baixo de açúcar no sangue pode deixar uma pessoa com sintomas de irritação. Segundo o pesquisador Brad Bushman, da Universidade do Estado de Ohio, esse fator é determinante para deixar as pessoas em um estado misto entre raiva e fome.

Ele afirma que, todos precisam de glicose para manter o auto-controle. “A raiva é a emoção que as pessoas mais têm dificuldade de controlar”, completa. Uma média de 107 casais foram avaliados durante três semanas para o estudo. Durante esse período, a cada noite eram medidos os níveis de glicose no sangue de cada, e cada participante precisava espetar alfinetes em um boneco de vodu que representava o seu cônjuge, isso representava o nível de agressividade em que ela se encontrava. O resultado comprovou que, quanto mais baixo o nível de açúcar no sangue, maior era a quantidade de alfinetadas que o boneco sofria, assim, pessoas que possuem níveis mais baixos de glicose chegaram a usar o dobro de alfinetes nos bonecos comparado aos que estavam com níveis altos de glicose, alegam os responsáveis pela pesquisa. O co-autor do estudo, Richard Pond Jr, da Universidade da Carolina do Norte em Wilmington, conta que, dentro deste tempo de estudo, também foi possível perceber que os cônjuges normalmente não estava com raiva um do outro, o que acontecia 70% das vezes, é que as pessoas não espetavam nenhum alfinete no boneco.

“Método falho”

Outros especialistas no assunto e que não tem relação com o estudo, tem opiniões diversas acerca dessa pesquisa. Uma delas é Chris Beedie, professora de psicologia na Universidade Aberystwyth, no Reino Unido, diz que acha o método de estudo utilizado falho, ela acredita que, uma melhor estratégia se daria em ocasionar nos participantes níveis altos de glicose em certas situações e níveis baixos de glicose em outros, para que se possa realmente enxergar se isso faz diferença nos atos reais de agressão.