Publicado em: sexta-feira, 27/07/2012

Bandeira da rebelião síria é colocada na Torre Eiffel

Bandeira da rebelião síria é colocada na Torre EiffelNesta sexta-feira (27), uma gigante bandeira da rebelião síria foi colocada no pé da mais famosa torre do mundo, a Torre Eiffel, em Paris, na França. De acordo com um jornalista de uma agência de notícias internacional, o ato tem como objetivo chamar a atenção de todos para a Síria e sua situação. Um grupo de militares que fazem parte da associação “França Síria Democracia” foram até o monumento que está passando por reformas.

No local, dois militares, que são filhos do general Akil Hashem e moram nos Estados Unidos, abriram a gigante bandeira subindo em andaimes instalados na Torre. Turistas observaram a cena e, quando eles desceram, aplaudiram o ato. Os vigias que fiscalizam a obra tentaram tirar a bandeira do local, o que provocou momentos de tensão no protesto.

Prisão

Os militares que abriram a bandeira foram presos para que possam passar por uma interrogação na polícia local. De acordo com uma fonte que faz parte das investigações, a prisão dos militares foi feita devido as reclamações da companhia que faz o gerenciamento do monumento francês. A empresa se queixou que a atitude dos militares foi um “atentado a liberdade de trabalho e a atividade comercial”.

Os manifestantes carregavam um cartaz que trazia a mensagem: “21 mil mortos, 65 mil desaparecidos, dois milhões de deslocados: estas foram as reformas criminosas prometidas por Bashar al Assad”. Um dos manifestantes explicou que o protesto foi feito na Torre Eiffel porque este local é um símbolo no país e atrai muitos turistas, e o objetivo da manifestação era que o maior número de pessoas pudesse ve