Publicado em: quarta-feira, 13/07/2011

Banda Larga Popular: Telebrás e TIM fecham acordo para oferecer internet em mil cidades até 2012

O Ministério das Comunicações anunciou hoje (13) o acordo firmado entre as empresas TIM e Telebrás para fornecer a internet popular, planejada pelo Plano Nacional de Banda Larga, em mil municípios até o final de 2012. O contrato garante o uso recíproco das instalações de ambas e prevê seu funcionamento a partir de setembro em quatro cidades. Uma vez disponível para a população, a internet popular será vendida por R$35,00.

As quatro cidades escolhidas para serem as primeiras clientes da TIM são do Distrito Federal e de Goiás. Samambaia e Recanto das Emas são municípios localizados na primeira região, enquanto Águas Lindas e Santo Antônio do Descoberto ficam na segunda. O diferencial que a TIM tem a oferecer dentro do PNBL é o seu plano de internet móvel. Porém, da mesma maneira como acontece com as outras ofertas, a velocidade será de 1mbps, com limite de download de 500MB por mês.

O presidente da Telebrás, Caio Bonilha, afirma que a vantagem de fazer acordos com as empresas é que isso evita a necessidade de construir estruturas em locais onde elas já existem. “Poderemos realizar uma antecipação do atendimento, que não estava prevista no orçamento da companhia deste ano, que é apertado. Vamos fazer acordos com várias empresas e evitar construir infraestrutura onde já existe,” explica o presidente.

Quanto o internauta atingir o tanto do download que é permitido no seu plano, a velocidade da internet vai cair para 128 kbps. Por conta disso, os críticos ao projeto reforçam que ainda vale mais a pena comprar um plano tradicional das operadoras ao invés de se tornar cliente do PNBL. Algumas oferecem pacotes melhores com pouca variação de preço entre as mensalidades.