Publicado em: sábado, 05/11/2011

Banco do Brasil tem lucro recorde de R$ 9,2 bilhões

O BB teve um lucro líquido recorde este ano (até setembro), com uma alta de 19,5% em comparação ao mesmo período do ano passado. Foram mais de R$ 9 bilhões. Só no terceiro trimestre, o lucro foi de R$ 2.9 bilhões, com expansão de 11%. Esse resultado é conseqüência do crescimento do crédito e pelo aumento das receitas com os serviços prestados aos clientes.

O Banco fechou o mês de setembro com a carteira de crédito de R$ 441 bilhões. Isso representa um crescimento de 21% em 12 meses. O que mais cresceu foi o empréstimo imobiliário, com alta de 105%. O financiamento de veículos também contribuiu, com alta de 24%.

Outra fator que teve foi a taxa de inadimplência. Considerando os atrasos com mais de 90, a alta foi de 2,1%. Ivan Monteiro, vice-presidente de Gestão Financeira, Mercado de Capitais e Relações com Investidores, acredita que não haverá piora dessa taxa nos próximos meses. “A inadimplência continua sob controle. Não há nenhum indicativo de aumento das taxas”.

O destaque negativo acabou ficando nas operações do Banco Votorantin. O Banco do Brasil comprou uma participação no Votorantin, de 49% em 2009. Com isso, o BB teve prejuízo de R$ 85 milhões no terceiro trimestre. Sem contar o aumento da inadimplência de 4,3%. Monteiro afirmou que essa taxa está muito acima do esperado e que são reflexos de medidas do governo em dezembro de 2010, que objetivavam frear o crédito ao consumo.