Publicado em: quinta-feira, 19/04/2012

Bahrein vive protestos antes de GP

Um dia antes da primeira sessão de treinos para o GP de Fórmula-1, o Bahrein viveu mais uma onda de protestos reprimidos de forma violenta. Na noite de quinta-feira (18) o país árabe registrou confrontos entre manifestantes e policiais em algumas regiões da capital Manama.

Os incidentes ocorreram após os opositores do governo do Bahrein convocarem manifestações nas ruas. O grupo de protestantes prometeu ‘Três Dias de Revolta’, uma série de protestos que ocorreriam durante a realização do GP do Bahrein.

Alguns opositores do Rei Hamad ben Isa al-Khalifa, chegaram, inclusive, a afirmar que realizariam um ‘GP de sangue’, indicando que confrontos violentos podem vir a acontecer durante o fim de semana em que o país árabe recebe a etapa do Mundial de Fórmula-1.

Por conta da onda de protestos e da repressão violenta, chegou-se a especular que o GP do Bahrein seria cancelado, sob alegação de algumas equipes de que não haveria segurança suficiente. A FIA (Federação Internacional de Automobilismo), no entanto, disse ter garantias das autoridades do Bahrein para fornecer tranquilidade aos pilotos e integrantes das equipes.