Publicado em: quinta-feira, 19/04/2012

Avenida Brasil: Carminha conta para Nina mentiras sobre a enteada Rita

Carminha continua mesmo sem limites. Nos próximos capítulos ela conseguirá de fazer vítima, ao contar para Nina como era sua relação com a enteada Rita. Ela revela a história para saber o que a chef de cozinha acha da situação.

Ela quer que Nina dê para ela uma opinião sobre o que fazer com a filha do ex-marido Genésio, que teria voltado muito revoltada com ela. Carminha pensa que Rita é a amiga de Nina, Betânia, que se passou pela enteada da vilã para que Nina pudesse dar seguimento ao plano de justiça.

A história que Carminha conta é bem diferente da verdade. Ela teria se casado com Genésio muito cedo, por um grande amor que sentia por ele, já que ela seria muito rica e ele tinha apenas uma filha pequena.

Para incentivar a vilã, Nina dá corda, afirmando que a filha do ex-marido devia ser muito chata. “Exatamente. A garotinha vivia pegando no meu pé. Ela e o pai dela, o Genésio, vieram morar na casa que eu herdei dos meus pais”, mente a dondoca.

Depois disso, Carminha não para mais de falar mal de Genésio. “A verdade é que eu dei com os burros n`água nesse meu primeiro casamento. Minha casa passou a ser a casa deles, do pai e da filha. E o Genésio também não era exatamente o que eu esperava de um marido. Ele era meio interesseiro…”.

A chef de cozinha permanece ouvindo tudo sem dar nenhum sinal de aborrecimento, nem mesmo quando Carminha mente que Genésio morreu de uma doença fatal e que ela teria ficado ao lado dele até o fim. Nina ainda elogia a postura da patroa.

A vilã começa então a falar sobre a enteada Rita. “Depois que ele morreu, ficou aquela criança ali, a filha do meu falecido marido… Tinha muita pena dela. Fiz tudo pra ficar com ela, queria criar aquela menina, juro… Mas a menina era uma peste, Nina. Um pesadelo. Me odiava. Eu fazia de um tudo pra conquistar aquela diaba. Dava presentes, mimava, me humilhava. Nada adiantava. Ela não gostava de mim. Nunca bateu uma afinidade, sabe, do tipo que aconteceu entre a gente… A própria garota não queria ficar comigo. Um dia ela fugiu, eu fiquei feito uma louca atrás dela.”, mente Carminha.

Nina fica muito impressionada com a capacidade imaginativa de Carminha, que continua relatando uma história fantasiosa: “Eu arrumei uma família maravilhosa pra ficar com ela. Dei ela pra adoção. Você me entende? Eu era jovem, tinha uma vida pela frente. Como é que eu ia criar uma garota que nem minha filha era, que não gostava de mim, e ainda por cima ia atrapalhar a minha vida?”, tenta se justificar.

Nina, para agradar a patroa, afirma que teria feito a mesma coisa se estivesse no lugar de Carminha. A vilã conta que encontrou Rita recentemente e até tentou oferecer ajudar, mas que a menina não teria a recebido muito bem. Nina, pensando na segurança de sua amiga Betânia, diz para Carminha que ela deveria esquecer a enteada, já que ela não merece o perdão da patroa.