Publicado em: segunda-feira, 08/08/2011

Avaliação de risco financeiro baixa nota da dívida dos EUA

A agência Standard and Poor’s (S&P), que faz a avaliação de risco financeiro, reduziu nesta sexta-feira (%) a nota da dívida pública dos Estados Unidos, algo inédito na historia financeira do país. A qualificação do crédito americano deixou de ser “AAA” para ser “AA+”, diante da crescente dívida e do déficit no orçamento dos EUA.

A S&P ainda assinalou a “perspectiva negativa” da nova classificação, uma indicação de que outro rebaixamento da nota é possível entre os próximos 12 a 18 meses. Paralelamente ao anuncio, algumas fontes do governo envolvidas nas negociações apontaram falhas “fundamentais e profundas” na decisão.

Em seu comunicado, a Standard & Poor’s informou que o rebaixamento foi motivado pelo plano de consolidação que o Congresso e a administração aprovaram recentemente, que ficaria “aquém do que é necessário para estabilizar a dinâmica do débito do governo a médio prazo”.

Os títulos do Tesouro dos Estados Unidos, que eram vistos como o investimento mais seguro do mundo, agora estão classificados abaixo dos títulos emitidos por países como a Alemanha, o Reino Unida, a França e o Canadá.

Durante a semana, o mundo presenciou a queda de vários mercados em maior a uma desconfiança sobre a resposta da zona do euro para as crises econômicas na Europa e nos EUA. O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, tentou tranquilizar os mercados internacionais ao dizer que “as cosias vão melhorar”.