Publicado em: sexta-feira, 21/06/2013

Autoridades indianas contam mortes com as chuvas

Autoridades indianas contam mortes com as chuvasO governo da Índia precisou mobilizar todo o exercito de seu país para acompanhar e oferecer ajuda para as vítimas das enchentes provocadas por chuvas de monção que acontecem nesta época na região norte da Índia.

De acordo com as autoridades, elas receiam que as mortes já chegaram até a mil indianos com estas inundações, além da destruição completa de casas, pontes e estradas, o completo isolando principalmente para as províncias himalaias que contam com um difícil acesso.

As chuvas de monções deste ano estão sendo torrenciais e já contam em quatro vezes a mais que a sua média considerada habitual. As mortes confirmadas são de 140 pessoas em Uttarakhand e em dois de seus estados vizinhos, de acordo com o último balanço oficial realizado.

As autoridades em geral do país temem muito mais mortos, uma deputada indiana chegou a comentar que o número chegará a 2.000 mortos, porém, nenhum dos serviços de emergência do país confirmou estes números ainda.

O balanço indica que 65.000 indianos pelo menos estão neste momento completamente isolados pelas enchentes. Dez mil soldados do exercito indiano estão trabalhando para auxiliar os desabrigados, turistas e peregrinos passando na região, que é o estado dos deuses com um grande número de templos e santuários hindus.

Em seu país vizinho, o Nepal, a situação com as chuvas também não é boa e eles já contabilizaram 22 mortos.

As águas do rio Ganga adquiriram tal força que um prédio em Uttarkashi, foi derrubado e arrastado pelo rio. Esta região enfrentou 36 horas sem parar se fortes chuvas desta monção, com ao menos 23 mortos, na segunda-feira, dia 17 de junho.

Ainda na cidade de nome de seu estado, Uttarkashi, o mesmo rio Ganga arrastou os automóveis e até uma escavadora com sua correnteza. Estas chuvas intensas são as monções na Índia e este ano elas se anteciparam em um mês além de provocar imensos transtornos na Região. O número de mortos e pessoas desaparecidas se eleva a cada dia.