Publicado em: terça-feira, 17/04/2012

Autoridades chilenas registram pelo menos uma morte em terremoto

Na noite desta segunda-feira (16), o Chile registrou um terremoto que atingiu a magnitude de 6,7. De acordo com as autoridades do país, o tremor, que atingiu a área do litoral central chileno, provocou a morte de ao menos uma pessoa. A vítima chama-se Hugo Muñoz Sepúlveda, de 72 anos, e faleceu em decorrência de uma parada cardiorrespiratória no momento do terremoto, em Quinteros.

Outra pessoa morreu na noite de ontem em Valparaiso. A vítima era um paciente terminal, no entanto ainda não é certo se o seu falecimento possui ligação com o fenômeno. O tremor aconteceu na área da cidade litorânea de Valparaiso. Logo em seguida, exatos 13 minutos depois do primeiro, aconteceu um segundo tremor com a magnitude de 5,1.

Pessoas retiradas da região

Em decorrência do abalo, aproximadamente 13 mil pessoas tiveram que sair da área. Isso porque o subsecretário do Interior, Rodrigo Ubilla, informou que, segundo o protocolo do Escritório Nacional de Emergência (Onemi), a retirada das pessoas é uma medida preventiva obrigatória.

O terremoto aconteceu às 23h50 (0h50 no horário de Brasília) e foi sentido desde Atacama até El Maule, percorrendo aproximadamente 1.800 quilômetros do território do país. O epicentro foi registrado a 42 quilômetros a oeste da localidade de Valparaiso e a 112 quilômetros a noroeste de Santiago, capital do Chile. De acordo com o Onemi, o terremoto atingiu 68 cidades.