Publicado em: terça-feira, 17/04/2012

Autor de massacre na Noruega afirma que faria tudo de novo

Nesta terça-feira (17), Andres Behring Breivik afirmou que faria tudo novamente, referindo-se ao massacre que cometeu no ano passado, matando 77 pessoas na Noruega. O extremista de direita norueguês afirmou que seu ato foi “a mais espetacular operação realizada por um militante nacionalista neste século”, de acordo com a France Presse.

Breivik afirmou que os ataques que cometeu foram uma forma de prevenção ao povo norueguês “autêntico”. Ele disse ainda que agiu “em nome de seu povo, de sua cultura e de seu país”. Dizendo estas palavras, ele pediu a liberdade. Em determinado momento, ele disse que seu pequeno ato foi importante para que se impedisse “uma barbárie muito maior”.

Discurso de difícil tolerância

O advogado de Breivik, Geir Lippestad, tinha dito que o depoimento de seu cliente não seria tolerado facilmente. De acordo com a France Presse, a juíza do caso, Wenche Elizabeth Arntzen, teve de interromper o acusado diversas vezes em seu discurso devido a suas declarações. Breivik afirmou que ser preso como mártir é uma honra.

No dia 22 de julho de 2011, Andres Behring Breivik assassinou oito pessoas explodindo uma bomba na cidade de Oslo. Após isso, o extremista se disfarçou de policial e atirou contra jovens que estavam participando de uma reunião na ilha de Uttoeya. Nesta segunda-feira, a acusação apresentou as 77 vítimas de Breivik no julgamento, dizendo como cada uma delas morreu. O acusado afirmou que é inocente.