Publicado em: sábado, 05/04/2014

Ator global José Wilker morre no Rio de Janeiro. Suspeita de infarto

Ator global José Wilker morre no Rio de Janeiro. Suspeita de infartoMorreu, na manhã desse sábado (5), o ator, diretor e crítico de cinema brasileiro José Wilker, aos 66 anos. Ele estava na casa da namorada, Cláudia Montenegro, no Rio de Janeiro, e aparentemente não vinha sofrendo de nenhum problema de saúde. Ainda não se sabe muito sobre sua morte, mas médicos acreditam que um infarto tenha ceifado a vida do astro global.

O último trabalho de Wilker em uma novela foi em 2012, quando interpretou o médico Herbert em “Amor à Vida”, em 2012. Antes da participação na trama de Walcyr Carrasco, o ator participou do aclamado remake de “Gabriela”, interpretando o coronel Jesuíno na produção baseada no livro de Jorge Amado “Gabriela Cravo e Canela”. Na história, ele descobre que era traído e mata a esposa e o amante dela a tiros.

Antes disso, José Wilker apareceu na novela “Duas Caras”, em 2008, na qual viveu o professor Fernando Macieira. Famoso como ator, ele começou sua carreira no Ceará como locutor de rádio. Seu primeiro trabalho nas telas foi no filme “A Falecida” (1965), no qual trabalhou com Fernanda Montenegro. Sua participação, no entanto, foi pequena e sequer foi creditada.

Sua primeira novela foi em 1971, na trama de Dias Gomes “Bandeira 2”, já na TV Globo. Teve participações marcantes em “Anjo Mau” (1976) e “Roque Santeiro” (1985). Também na Rede Globo, dirigiu o humorístico de sucesso “Sai de Baixo” de 1996 a 2002. O trabalho recente de maior destaque na televisão foi na minissérie “JK”, de 2012, onde interpretou o ex-presidente Juscelino Kubitschek

Telonas

A sétima arte foi uma das paixões de Wilker, que foi comentarista das últimas transmissões do Oscar na Globo. Atuando, foi responsável por marcantes interpretações em “Os Inconfidentes” (1972), dando vida a Tiradentes, o também personagem histórico Antônio Conselheiro em “Guerra de Canudos” (1997) e o clássico Vadinho, em “Dona Flor e Seus Dois Maridos” (1976). Wilker também foi apresentador do programa “Palco & Plateia”, do Canal Brasil, que tratava justamente sobre cinema.