Publicado em: quinta-feira, 09/01/2014

Atlético-PR acerta com treinador espanhol para comandar a equipe em 2014

Atlético-PR acerta com treinador espanhol para comandar a equipe em 2014Na noite da última quarta-feira (8), a diretoria do Atlético-PR anunciou a contratação do espanhol Miguel Ángel Portugal, para comandar o time na temporada 2014. O novo técnico chega ao clube para substituir Vagner Mancini, que deixou a equipe no fim do ano passado, após conseguir levar o Furacão a uma vaga na Taça Libertadores da América do ano que vem.

Após a confirmação oficial do Atlético Paranaense, Ángel Portugal afirmou que gosta de ver seus times jogando um futebol vistoso e agora, vai aguardar pela formação de um grupo forte. Em relação aos atletas que já estão no elenco, o treinador disse ‘estar seguro’ de que são de qualidade.

Sobre a boa campanha do Atlético Paranaense em 2013, Ángel Portugal ressaltou o terceiro lugar no Campeonato Brasileiro, que deu uma vaga ao time na Libertadores deste ano, além do vice-campeonato da Copa do Brasil. Com isso, o objetivo é superar essa campanha em 2014, com a conquista de títulos importantes.

Aos 58 anos de idade, Miguel Ángel Portugal estava no comando do Bolívar, da Bolívia, onde foi campeão nacional do Torneio Clausura, em 2012. Além disso, o treinador acumula passagens por Arandina, Real Madrid B, Toledo, Córdoba e Racing Santander, todos da Espanha. O espanhol foi jogador de futebol do Real Madrid e além de técnico, já foi diretor esportivo do Córdoba.

Na época em que era secretário-técnico do Real Madrid, em 2008, Ángel Portugal chegou a visitar o Centro de Treinamento do Caju, em Curitiba. Naquela ocasião, o profissional foi acompanhado pelo atual presidente do Atlético Paranaense, Mário Celso Petraglia, então presidente do Conselho Deliberativo do Furacão.

Ángel Portugal não é o primeiro estrangeiro a comandar o Atlético Paranaense

Nos últimos anos, dois treinadores estrangeiros passaram pelo Atlético-PR. Em 2011, o uruguaio Juan Román Carrasco iniciou o trabalho na equipe, onde permaneceu até junho do ano seguinte. Já em 2006, o ex-jogador alemão Lothar Matthaus comandou o Furacão em apenas oito partidas, com seis vitórias e dois empates.