Publicado em: sábado, 14/02/2015

Atleta brasileiro reinicia treinos para Olimpíadas após ficar dois anos parado

Falta apenas um ano e meio para ter início a competição das Olimpíadas do Rio 2016, mas ainda assim tem atleta que está agora começando do zero para brigar por uma vaga nessa competição. Para qualquer outro atleta, seria uma tarefa quase impossível, especialmente numa categoria em que o Brasil tem direito a apenas uma vaga e a briga será com o atleta em terceiro lugar do Judô no mundo inteiro, o carioca Victor Penalber, na categoria meio médio. Entretanto, esse cenário adverso não está intimidando Leandro Guilheiro, ganhador de duas medalhas olímpicas no currículo, mesmo após dois anos afastado do esporte em decorrência de uma cirurgia no joelho direito.

Com 31 anos de idade, o lutador se vê agora no reinício de sua carreira. Ele foi medalhista de bronze tanto em Atenas 2004 como também em Pequim 2008, sonhando ahora participar de sua quarta Olimpíada e conquistar o pódio pela terceira vez. A comissão técnica de judô da seleção brasileira já determinou que irá convocar para os Jogos disputados no Rio de Janeiro somente os atletas que estiverem melhor ranqueados na Federação Internacional de Judô. O brasileiro Victor Penalber é o terceiro da lista. Guilheiro, entretanto, ocupa a 175º posição.Atleta brasileiro reinicia treinos para Olimpíadas após ficar dois anos parado

O atleta garantiu que será uma busca pessoal, vivendo um ciclo olímpico completamente diferente do que ele já viveu até hoje. Ele afirma que passar dois anos parado por conta da lesão deu a ele tempo para refletir muito em sua vida e carreira, mas que jamais pensou em desistir. Ele afirmou que se não correr atrás de seu sonho para garantir uma quarta medalha, ficará muito decepcionado consigo mesmo, mesmo sabendo que será uma tarefa bastante difícil. Ele está confiante que conseguirá garantir uma vaga nas Olimpíadas do Rio.

A busca por esse objetivo teve início no final do ano passado, quando Guilheiro brigou por dois Grand Prixs (Astana e Tashkent) e saiu como vitorioso em apenas uma das três disputas que participou. Com isso, ele voltou a aparecer no ranking mundial. Ele afirmou estar ciente que devido ao seu reinício, precisará competir muito mais que os outros judocas para ter alguma chance dos Jogos.