Publicado em: segunda-feira, 25/06/2012

Atividades no congresso marcam início de semana

O Congresso Nacional, que ficou mais de uma semana parado sem sessões e presença de parlamentares, volta a funcionar nesta segunda-feira. Em função da presença dos parlamentares na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, não houve sessões na semana passada. Com isso a segunda-feira começa cheia, iniciando com o julgamento do processo contra Demóstenes Torres, pela relação com o bicheiro Carlinhos Cachoeira. O deputado é acusado de manter relações políticas com o bicheiro que é acusado também, em outro processo, por liderar o esquema de jogos ilegais e envolvimento de agentes públicos.

CPMI também volta ao trabalho e deve ouvir depoimentos agendados

Além da movimentação no Conselho de ética, também está em atividade nesta segunda feira a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI). A Comissão também investiga o assunto e deve recolher depoimentos ao longo desta semana. Já foram convocadas três pessoas: Eliane Gonçalves Pinheiro, que trabalhava para Marco Perillo e o radialista Luiz Carlos Bordoni. Este último é responsável pelas denúncias sobre caixa 2 na campanha eleitoral quando Perillo era candidato. É possível que Cláudio Monteiro, que trabalhava para Agnelo Queiroz, também dê depoimentos ao longo desta semana.

Câmara volta ao trabalho e vota amanhã Medida Provisória 562/h3>

Na Câmara os trabalhos também voltam a normalidade hoje. Os deputados devem começar a semana votando, amanhã, dia 26, a Medida Provisória 562. Essa MP trata do uso de recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) para a educação rural feita nas comunidades. Caso seja aprovada, a MP também permitirá que professores da rede pública e estudantes do Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (Pronera) recebam bolsas de estudo. Também deve ser votado em seguida a flexibilização do horário do programa A Voz do Brasil.