Publicado em: quarta-feira, 03/08/2011

Atirador norueguês faz lista de exigências considerada “surreal” pelo seu advogado

Em troca da informação sobre a possibilidade de existirem outras duas células terroristas na Noruega vinculadas com Anders Behring Breivik, autor confesso dos atentados do dia 22 de julho, fez uma lista de exigências considerada “surrel”, de acordo com o seu próprio advogado, Geir Lippestad. A divulgação dessa lista mostra o segundo conjunto de pedidos desde quando foi detido, as primeiras exigências foram consideradas de caráter normal para um detento.

Com o conhecimento a respeito das vontades de Breivik, fica mais forte a suspeita de que o atirador seja considerado insano. Na primeira lista de pedidos, o norueguês requisitou a entrega de roupas e cigarros. Porém, a segunda conta com a exigência da renúncia de todo o governo da Noruega, a reestruturação da sociedade e a preferência por um psiquiatra japonês na hora de fazer a sua avaliação mental. De acordo com Breivik, o psiquiatra precisa ser dessa nacionalidade por compreenderem melhor os valores da honra.

Para o advogado do prisioneiro, “são exigências completamente impossíveis de serem cumpridas. Ele quer derrubar toda a sociedade da Noruega e da Europa, o que mostra que não entende a situação em que está.” Porém, o governo do país já escolheu os psiquiatras noruegueses Synne Soerheim e Torgeir Husby para avaliarem Breivik.

Durante o dia 22 de julho, dois atentados terroristas aconteceram em sequência na Noruega. O primeiro foi a explosão de um carro-bomba na região onde fica localizada a sede do governo. Em seguida, Breivik foi até um acampamento juvenil do Partido Trabalhista na Ilha de Utoya e disparou contra os participantes. No total, 78 pessoas morreram.