Publicado em: terça-feira, 12/06/2012

Atirador da Noruega fez piada depois de ser preso

Nesta terça-feira (12), o extremista de direita Anders Behring Breivik disse em mais um dia de seu julgamento, realizado em um tribunal de Oslo, na Noruega, que depois que foi preso na ilha de Utoeya, fez piada ao ser fotografado. O atirador, que matou 77 pessoas no dia 22 de julho do ano passado, afirma que fez isso para “amenizar o clima”.

Em seu primeiro interrogatório sobre o massacre, Brevik não queria ser fotografado. Depois de relutar, fez poses como se fosse um fisiculturista. As informações foram confirmadas pelo oficial Oerjan Tombre, que participa das investigações.

Relato

Em seu 35º dia de julgamento, Breivik relatou que o mandaram tirar as roupas e ele forçou um pouco os músculos na tentativa de fazer uma brincadeira para “aliviar o clima”. O extremista de direita afirma que queria ser engraçado, mas sua atitude não teve graça e ele reconhece isso.

No dia 22 de julho do ano passado, o extremista atirou contra jovens que estavam participando de um acampamento na ilha de Utoeya, assassinando 69 pessoas. Um pouco antes deste massacra, ele explodiu uma bomba próxima a sede do governo localizada em Oslo, matando mais oito pessoas.