Publicado em: sexta-feira, 14/10/2011

Assembleia convida Covas a Conselho de Ética para esclarecer afirmação sobre emendas

A Assembleia Legislativa de São Paulo convidou nesta quinta-feira (13) o deputado estadual licenciado e secretário estadual do Meio Ambiente, Bruno Covas (PSDB), a comparecer à sessão do dia 20, próxima quinta-feira, para se explicar sobre as declarações a respeito da venda de emendas parlamentares. Em uma entrevista, Covas afirmou que o prefeito de um município fez uma oferta de R$5 mil depois de ter sido aprovada uma emenda. O secretário afirmou que este é apenas um exemplo hipotético.

Depois de o convite ter sido enviado, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, declarou na mesma quinta-feira que Covas já havia prestado as explicações necessárias. De acordo com o governador, “ele já esclareceu. O Bruno Covas é um exemplo de seriedade na política, de responsabilidade. Uma frase mal colocada que já foi esclarecida, não tem nada a ver com o fato colocado anteriormente”. A assessoria de Covas informou que o convite ainda não havia sido recebido, mas que, logo depois da confirmação do envio, o secretário enviou as explicações necessárias.

Em resposta, Covas enviou uma carta ao Conselho de Ética na terça-feira (11), mas esta não invalida o convite para prestar depoimento, que foi feito na quinta-feira. Para o presidente do Conselho, Hélio Nishimoto (PSDB), “a carta não invalida o convite, uma vez que muitos estavam insatisfeitos com o que estava nas declarações. O convite pode reforçar para que ele venha prestar mais informações que satisfaçam o Conselho”.

Na carta enviada pelo secretário, Covas defende que o exemplo citado é o mesmo que ele vem usando há anos em palestras e conferências para ilustrar um caso.