Publicado em: segunda-feira, 17/02/2014

As cordas vocais quando não cuidadas corretamente podem acarretar graves doenças

As cordas vocais quando não cuidadas corretamente podem acarretar graves doençasAs cordas vocais trabalham todo o tempo, seja com um bate papo, seja quando se está cantando, quando se reproduz o grito, de várias formas e a todo minuto ela trabalha duro para dar conta de todo o esforço, mas, por serem tão sensíveis podem se sujeitar a problemas sérios. Todos os sons que emitimos tem ligação direta com o organismo, se as cordas vocais não recebem cuidados como qualquer outra parte do corpo, elas ficam expostas e podem causar problemas, como nódulos, hemorragias, cistos e até laringite.

Segundo a fonoaudióloga Ana Elisa Ferreira, da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, gritar com frequência geralmente é o maior motivo para que esses problemas comecem a aparecer, ainda diz que como outros músculos precisam de cuidados, em especial quando ela é usada frequentemente como no exemplo de cantores, porque a lesão pode ser grande para quem não se atentar com isso.

As pessoas que são mais propensas a sofrer lesões são professores, cantores e radialistas, contudo, as pesquisas mostram que a probabilidade de qualquer pessoas contrair um problema, é de 30%. A fonoaudióloga e diretora do Centro de Estudos da Voz, Mara Behlau, alerta que se a voz começar a entrar em dessintonia, ter picos de agudeza, ou engrossar, variar e até mesmo falhar na hora de falar, é motivo para se procurar um especialista. Fumar e consumir álcool excessivamente também agride as cordas vocais.

Parkinson e Câncer de Laringe

Apesar das lesões que todas essas faltas de cuidados com a voz podem causar, também pode-se contrair doenças mais graves, uma delas é o Parkinson, que além de desestabilizar a voz, sua característica predominante é os intensos tremores involuntários. Mara conta que muitas vezes é pela voz que é identificada a doença, completa dizendo que os músculos se enrijecem, deixando a voz baixa e fraca. O Câncer de Laringe também é outra doença que os problemas na voz podem acarretar, o otorrinolaringologista Alexandre Enoki, informa que é preciso ficar atento aos sinais que a própria voz dá, um dos mais comuns é a rouquidão. Alerta ainda dizendo que se deve ouvir as cordas vocais e prestar atenção no que elas reproduzem, elas podem alertar e livrar de muitos problemas.