Publicado em: segunda-feira, 02/04/2012

Arquiteta é baleada no Alto da Boa Vista e morre

A arquiteta Renata da Trindade Mendonça, de 29 anos, morreu depois de ser baleada e bater com seu carro em um muro na Estrada de Furnas, no Maciço da Tijuca, no Alto da Boa Vista na madrugada desta sábado (31). Segundo a investigação da polícia, ela pode ter sido vítima da mesma gangue que fez o sequestro de um motorista no Recreio dos Bandeirantes.

Renata chegou a ser ajudada por bombeiros do quartel florestal e encaminhada até o Hospital Lourenço Jorge, localizado na Barra da Tijuca, porém não resistiu aos ferimentos. De acordo com a polícia militar, a moça levou um tiro no braço esquerdo e que atingiu também o coração. Para a polícia, Renata sofreu uma tentativa de assalto. O tio da vítima, Walter Trindade, contou que ela foi atingida durante um tiroteio enquanto estava passando pelo Alto da Boa Vista, próximo ao Motel Holiday Inn.

De acordo com informações do delegado da Divisão de Homicídios (DH), Alan Duarte, poucos minutos antes da morte da arquiteta, estava sendo iniciado um sequestro no Recreio dos Bandeirantes. A polícia investiga se o sequestro do motorista tem alguma relação com o crime. A Divisão de Homicídios informou que o motorista foi parado por cinco homens que entraram em seu carro e o obrigaram a ir para o Alto da Boa Vista. A hipótese trabalhada é a de que os criminosos estariam buscando um segundo veículo para fugir.

Em depoimento, a vítima disse que ao passar pelo carro de Renata, os bandidos fizeram disparos, contudo o carro não parou e eles voltaram a tirar. Ao todo foram cinco tiros. Ela foi baleada em torno das 3h da manhã. Na mesma madrugada, um grupo formado por cinco pessoas, que estavam em um Astra também foi alvo de tiros dos mesmos criminosos.