Publicado em: quarta-feira, 19/02/2014

Arena da Baixada é confirmada na Copa do Mundo de 2014

Arena da Baixada é confirmada na Copa do Mundo de 2014Na tarde desta terça-feira, 18 de fevereiro, a FIFA anunciou oficialmente que Curitiba segue entre as cidades que sediarão a Copa do Mundo. O anúncio foi feito após uma última inspeção na Arena da Baixada, estádio do Atlético-PR. Contudo, a situação daqui pra frente está longe de ser tranquila para os administradores da Arena, que terão de redobrar os esforços para que tudo fique pronto a tempo do Mundial.

Novos prazos

Após uma rodada de inspeções em todos os estádios que sediarão o Mundial, realizada no mês passado, a FIFA concluiu que as obras na Arena da Baixada estavam muito atrasadas, o que poderia custar o Mundial à capital paranaense. Na ocasião, a entidade máxima do futebol deu um ultimato aos administradores da Arena, que deveriam acelerar as obras e, ao mesmo tempo, apresentar um projeto de viabilidade do estádio.

Agora, com a aprovação da Arena, Curitiba recebeu um novo prazo para entregar o estádio, que deve ficar pronto até o dia 15 de maio. Contudo, para evitar novos sustos, a administração da Arena trabalha com prazos ainda mais curtos: a intenção é de que o estádio esteja pronto para receber jogos já no final de abril.

Preocupações

Embora tenha liberado a Arena da Baixada para a Copa do Mundo, a FIFA ainda apresentou algumas preocupações pontuais com o estádio. Uma delas diz respeito ao prédio de imprensa. Segundo Mario Celso Cunha, coordenador da Copa em Curitiba, o local apresentava alguns problemas de estrutura. Contudo, os dirigentes do Furacão afirmaram que o prédio de imprensa ficará pronto dentro do prazo estipulado.

Outras preocupações da FIFA são as partes hidráulica e elétrica da Arena da Baixada, além dos refletores e telões. Também é necessário fazer o acabamento interno do estádio e instalar o restante das cadeiras (até o momento, 20 mil já foram instaladas).

Apesar da grande lista de afazeres, Mario Celso Cunha declarou que os dirigentes do Atlético-PR asseguraram que tudo está encaminhado. Após a conclusão das obras, ainda devem ser realizados dois eventos-teste no estádio, que receberá sua primeira partida no dia 16 de junho (ou seja, pouco mais de um mês após o término da construção).

Questão financeira

Outro problema relacionado à Arena da Baixada é a questão financeira. Nos próximos dias, o Furacão tem de receber R$65 milhões para concluir as obras no estádio. A administração da Arena convenceu a FIFA de que este dinheiro virá do BNDES. O órgão, entretanto, ainda não liberou os recursos.

Mas, apesar de tantos problemas, a Arena também mostrou uma evolução considerável. Desde que a FIFA deu o ultimato aos administradores do estádio, o número de funcionário no local aumentou em 25%. O gramado foi colocado, a cobertura foi concluída e 15 mil cadeiras foram instaladas. Reginaldo Cordeiro, secretário municipal da Copa na capital paranaense, afirmou que este avanço nas obras foi fundamental para que a FIFA optasse pela manutenção de Curitiba como uma das cidades que sediarão a Copa do Mundo a partir de junho.