Publicado em: sexta-feira, 29/06/2012

Aprovação do governo de Dilma Rousseff atinge 59%

Uma pesquisa Ibope que foi encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e divulgada nesta sexta-feira (29) apontou que a aprovação pessoal de Dilma Rousseff se manteve estável, em 77%. Enquanto isso, a aprovação do governo feito pela presidente cresceu. A taxa dos que consideram o governo de Dilma Rousseff bom ou ótimo, que antes era de 56%, passou para 59% dos entrevistados.

Ainda de acordo com as informações da pesquisa do Ibope, 18% dos eleitores não aprovam a maneira com que a presidente governa e 5% dos entrevistados não souberam responder. Na pesquisa feita anteriormente, a taxa de desaprovação era de 19%, apresentando variação dentro da margem de erro.

O percentual daqueles que consideram o governo de Dilma regular oscilou e apresentou uma queda de 34% para 32%. Já a taxa dos que classificam o governo como ruim ou péssimo se manteve estável em 8%. Apenas 1% dos entrevistados não soube dar respostar em relação à gestão do presidente.

A pesquisa tem uma margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos e foi realizada entre os dias 16 e 19 de junho, quando foram ouvidos 2.002 eleitores com 16 anos de idade ou mais em 141 municípios brasileiros.

A pesquisa anterior tinha sido divulgada em 4 de abril, com as entrevistas realizadas em março. Na ocasião, o Ibope registrou que a aprovação em relação a maneira com que Dilma governa havia saltado de 72% para 77%, um recorde. O percentual se manteve estável na pesquisa divulgada nesta sexta-feira.

Os números atingidos pela avaliação do governo Dilma em seu segundo ano de mandato atingiu taxas maiores das que seus antecessores, Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso, conseguiram obter em seus governos.