Publicado em: terça-feira, 25/02/2014

Aprovação à Copa do Mundo é a menor em cinco anos

Aprovação à Copa do Mundo é a menor em cinco anosDesde novembro de 2008, o Instituto Datafolha realiza pesquisas em território nacional sobre os níveis de aprovação à realização da Copa do Mundo no Brasil. E, a quatro meses do início do Mundial, pouco mais da metade dos brasileiros é favorável à realização da Copa do Mundo no país. Este é o menor valor já registrado pelo Datafolha desde que a pesquisa começou a ser feita.

O apoio à realização da Copa do Mundo no Brasil caiu para 52% na última pesquisa do Datafolha. Em novembro de 2008, quando o instituto realizou a primeira pesquisa a respeito do assunto, o respaldo ao Mundial era de 79%.

Detalhes

Dentre aqueles que se manifestaram contra a Copa do Mundo, o percentual aumentou de 10% para 38%. Aqueles que não sabem ou preferiram não responder representam 9% do total. No período anterior da pesquisa, este número era de 11%.

As regiões sul e sudeste são as que apresentaram menor aprovação à Copa do Mundo, com os índices de 39% e 44%, respectivamente. Já as regiões, norte/centro-oeste (que, na pesquisa do Datafolha, são unificadas) e nordeste têm um índice de aprovação à Copa do Mundo acima da média, com os valores de 68% e 64%, respectivamente. Dentre aqueles que simpatizam com o PT ou avaliam o atual governo de Dilma Rousseff como bom ou ótimo os percentuais também sobem, sendo respectivamente de 63% e 64%.

Protestos

A pesquisa realizada pelo Datafolha também levou em conta os protestos que acontecem pelo Brasil desde 2013. Assim como a aprovação à Copa do Mundo, aqueles que apoiam os protestos também caíram drasticamente. Em junho de 2013, um total de 81% de pessoas era favorável aos protestos. O número caiu para 77% em agosto do ano passado e, agora, está também em 52%.

Ambas as pesquisas foram feitas a partir de 2614 entrevistas realizadas em 161 cidades do país. A margem de erro é de dois pontos percentuais, tanto para cima quanto para baixo. Ou seja, a pesquisa realizada pelo Datafolha, tanto no que diz respeito aos protestos quanto à realização da Copa do Mundo, apresenta um empate técnico de opiniões (considerando que a diferença de quatro pontos percentuais entre uma opinião e outra está dentro da margem de erro para um empate).

Legado

Dentre aqueles que são contrários à realização da Copa do Mundo, uma das principais críticas diz respeito ao legado da competição ao país – ou seja, aquelas estruturas que permanecem úteis à sociedade mesmo após a realização do evento. Desde que a Copa foi anunciada no país, diversos projetos de infraestrutura acabaram sendo abandonados no meio do caminho. Um dos mais lembrados é o trem-bala que ligaria Rio de Janeiro e São Paulo. A obra foi anunciada em 2009, mas acabou nunca saindo do papel.

Em Manaus seriam realizados apenas dois grandes projetos de mobilidade urbana: o Bus Rapid Transit (BRT) e o monotrilho. Os dois projetos foram adiados e, se saírem do papel, não ficarão prontos a tempo de serem utilizados durante a Copa do Mundo.