Publicado em: terça-feira, 07/01/2014

Apresentado no Corinthians, Mano Menezes descarta deixar clube rumo à Seleção

Apresentado no Corinthians, Mano Menezes descarta deixar clube rumo à SeleçãoMano Menezes foi apresentado na última segunda-feira (6), como treinador do Corinthians para a temporada 2014. O técnico retorna ao clube após três anos e meio, quando deixou a equipe para assumir o comando da Seleção Brasileira. Questionado se no futuro trocaria mais uma vez o clube pelo time nacional, o comandante foi enfático ao dizer que ‘não cometeria duas vezes o mesmo erro’.

Com passagem irregular pela Seleção Brasileira, após a Copa do Mundo de 2010 até novembro de 2012, Mano ainda teve passagem irregular pelo Flamengo, antes de acertar seu retorno com o Corinthians, onde viveu seu melhor momento na carreira. O treinador declarou que não pensará em dirigir a equipe verde e amarela pelo menos nos próximos dez anos.

Perguntado sobre as razões que considera a ida à Seleção Brasileira como um erro, Mano respondeu com ironia, ressaltando que no futebol o que vale é resultado. Em suas entrevistas, o treinador costuma falar que não se pode fazer a avaliação de um trabalho somente pelos resultados dentro de campo.

No comando da Seleção Brasileira, Mano não conseguiu passar com o time das quartas de final da Copa América de 2011 e também fracassou com o vice-campeonato dos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, quando o Brasil foi derrotado na decisão pelo México. Demitido em novembro do ano retrasado, foi substituído no comando por Luiz Felipe Scolari.

Vencedor no Corinthians, Mano vê momento diferente do time em relação aos últimos anos

Dirigindo o Corinthians, Mano Menezes levou o time de volta à Primeira Divisão com o título da Série B do Campeonato Brasileiro em 2008, e ainda foi campeão da Copa do Brasil e do Paulistão no ano seguinte. Apesar do histórico recente vencedor, o treinador prefere evitar comparações e também vê o clube ‘diferente’, pois agora o Timão está em novo parâmetro, e já há um ano de distância com o título do Mundial de Clubes de 2012.