Publicado em: quarta-feira, 07/11/2012

Apple pretende retirar chips da Intel de MacBooks e iMacs

Apple pretende retirar chips da Intel de MacBooks e iMacsUma reportagem publicada na terça-feira (6) aponta que a Apple estuda formas para que consiga realizar a substituição dos processadores da Intel, que fabrica os modelos Core i5 e Core i7, entre outros, por chips da empresa em iMacs, e outros computadores.

A empresa projetaria os processadores, assim como os que estão presentes em iPads e iPhones, com a mesma arquitetura ARM utilizada nestes dispositivos móveis.

Desta forma, MacBook, iMac e Mac Pro utilizariam processadores que seriam criados por seus fornecedores, como Qualcomm e Texas Instruments, já que a Samsung, que é uma das maiores fornecedoras da Apple, estaria de saída após as diversas brigas de patentes com a Apple.

A união entre Apple e a Intel para utilização de processadores em computadores da linha Macintosh foi feita em 2005, quando a empresa passou a deixar, de maneira gradual, os chips PowerPC, que eram fabricados em conjunto por Apple, IBM e Motorola.

Os processadores da arquitetura x86, que é utilizada pela Intel e a maior rival, AMD, são mais potentes, porém consomem energia maior do que os da britânica ARM.

Por isto, os processadores ARM normalmente são utilizados nos celulares e tablets, já os da Intel rodam em notebooks e computadores de mesa, em que não há muito contato direto entre a pessoa e o hardware em si.

Há pouco tempo, a Intel começou a dar os primeiros passos no terreno dos dispositivos móveis, lançando a linha de chips Atom, chamados de Medfield e Clover Trail. A Motorola trouxe ao mercado brasileiro um aparelho fabricado pela Intel, o Razr i.

O Surface, da Microsoft, utilizará processadores com a arquitetura ARM. No início de 2013, deve ser lançada uma versão do tablet com o chip Intel Core i5.