Publicado em: segunda-feira, 02/07/2012

Apple paga 60 milhões de dólares para poder usar nome iPad

Para poder conseguir o domínio de um dos nomes de seus produtos, a Apple decidiu pagar US$ 60 milhões a fim de colocar um ponto final na disputa que travou com uma empresa chinesa pelo uso do nome iPad. A informação foi noticiada nesta segunda-feira (2) pelo Tribunal Superior de Guangdong, localizado no sul da China.

A empresa chinesa Proview Technology é filial da companhia taiwanesa LCD Proview, que fabrica telas. Esta empresa vendeu monitores de computador com o nome iPad até 2009. A corte de Guandong afirmou, através de um comunicado oficial, que o caso relacionado ao domínio do nome iPad estava finalizado. De acordo com o comunicado, a Apple já transferiu o valor determinado para a conta da corte.

Venda dos direitos

A Proview registrou o nome do produto em oito diferentes países em 200. De acordo com a empresa, o acordo firmado com a Apple, em 2006, vendia os direitos do nome, mas não incluía a empresa chinesa, porque, segundo a companhia, esta subsidiária é independente da companhia principal. A Apple, por sua vez, dizia que o acordo firmado era universal.

De acordo com o advogado da Proview, Xie Xianghui, a empresa esperava conseguir um valor maior do que o que foi pago pela Apple. Porém, a companhia se sentiu pressionada a aceitar a quantia para poder pagar dívidas. O advogado disse que a empresa esperava obter US$ 400 milhões do acerto, mas mesmo assim, está falida. Xanghui afirmou que o acordo é aceito para os dois lados.