Publicado em: quarta-feira, 12/03/2014

Após uma década, Corinthians volta a depender do São Paulo

Após uma década, Corinthians volta a depender do São PauloA derrota no clássico deste domingo voltou a deixar o Corinthians em uma situação parecida à vivida dez anos atrás, no mesmo Campeonato Paulista, quando o Timão teve seu futuro na competição nas mãos do tricolor paulista. Contudo, desta vez, o São Paulo “decidirá” a classificação do Corinthians para as fases finais da competição – em 2004, o tricolor salvou o Timão do rebaixamento, em partida que transformou o atacante Grafite em vilão da torcida são-paulina.

Gols salvadores

Há dez anos, o Corinthians dependia de uma vitória sobre a Portuguesa santista para se salvar do rebaixamento. Contudo, a equipe foi derrotada em casa, e passou a depender de uma vitória do rival sobre o Juventus para se manter na primeira divisão do campeonato estadual.

Cuca, que então treinava o São Paulo, mandou a campo uma equipe mista. O São Paulo, naquela ocasião, já estava classificado para a fase eliminatória, e jogava apenas para cumprir tabela. Nas arquibancadas, a torcida pedia para que o tricolor entregasse a partida, o que rebaixaria o rival. Mas o atacante Grafite marcou duas vezes, a partida terminou com vitória do São Paulo por 2 a 1 e o Juventus foi rebaixado.

Outros casos

Costuma-se dizer que o mundo do futebol é cíclico. Cinco anos após salvar o Corinthians, foi o São Paulo quem dependeu de resultados do Timão no Campeonato Brasileiro. Na época, São Paulo e Palmeiras dependiam do Corinthians para seguir firme na briga pelo título.

Na penúltima rodada da competição, Corinthians e Flamengo se enfrentaram. Uma vitória alvinegra acabaria beneficiando os rivais paulistas, mas o Timão foi derrotado por 2 a 0. O lance mais lembrado daquela partida é o pênalti cobrado por Léo Moura: na ocasião, o goleiro Felipe, então no Corinthians, não se mexeu durante a cobrança.

Situação atual

Desta vez, é novamente o São Paulo quem está com a decisão nos pés. Com 24 pontos, o tricolor paulista lidera o Grupo A, e já está classificado para a fase eliminatória. O Corinthians, por sua vez, ainda disputa uma vaga com o Ituano – o Botafogo de Ribeirão Preto, com 28 pontos, já se garantiu na próxima fase.

Curiosamente, as duas últimas partidas do São Paulo na primeira fase do Paulistão serão exatamente contra Ituano e Botafogo. Se, no próximo domingo, o tricolor perder para a equipe de Itu, o Corinthians terá a obrigação de vencer a Penapolense, fora de casa, para manter vivas as chances de classificação. Neste cenário, até mesmo um empate tiraria o Corinthians das quartas de final.

No São Paulo, o discurso é de que não haverá qualquer tentativa de prejudicar o rival na competição. Embora viva uma fase ruim, com três derrotas consecutivas, a Penapolense ainda tem chances de superar o tricolor paulista na liderança do Grupo A, mesmo que perca para o Audax nesta terça-feira. Por isso, a expectativa é de que o São Paulo vá com força total contra o Ituano, no próximo domingo, 16 de março.