Publicado em: sexta-feira, 04/07/2014

Após operação Jules Rimet Fifa diz que ingressos apreendidos serão disponibilizados para venda no site da instituição

Após operação Jules Rimet Fifa diz que ingressos apreendidos serão disponibilizados para venda no site da instituiçãoA operação intitulada Jules Rimet, que foi noticiada ao longo da semana, que contou com a prisão de 11 pessoas que integravam o esquema de venda de ingressos e que já faturou cerca de R$ 1 milhão por jogo realizado ao longo da Copa do Mundo, contou com a apreensão de um número superior a cem ingressos para jogos do Mundial.

A Fifa informou nesta sexta-feira que esses ingressos que foram apreendidos pela polícia durante a operação irão ser bloqueados e logo após serão disponibilizados para a venda no site da instituição.

As informações foram repassadas pela porta voz da Fifa, Delia Fischer que garantiu que estes ingressos serão dispostos para a venda no site da instituição, segundo Delia os ingressos que estiverem no nome de pessoas que estão envolvidas no esquema de “cambismo” serão bloqueados e vendidos posteriormente.

Segundo informações do promotor que investiga o caso, uma pessoa com grande poder na Fifa, pode ter integrado o esquema de venda ilegal de ingressos, para Marcos Kac seria esse integrante da Fifa que estaria no comando do esquema de vendagem dos ingressos.

De acordo com informações passadas por Thierry Weil, que é diretor de marketing da Fifa, a entidade possui condições totais de fazer o rastreamento das informações para que através delas possa se chegar a pessoa responsável envolvida no desvio desses ingressos apreendidos. Segundo Thierry a Fifa juntamente com as autoridades brasileiras irão punir os responsáveis pela violação, além disso de acordo com ele a Fifa deve iniciar nesta sexta-feira a verificação desses ingressos apreendidos durante a operação.

O esquema passou a ser investigado há três meses, a polícia possui registro de 50 mil gravações efetuadas durante o período de investigações, porém o material ouvido pelas autoridades até o momento corresponde a 50%, sendo assim a polícia acredita que em meio ao restante das gravações mais envolvidos no esquema podem surgir.